domingo, 31 de maio de 2009

Rock´n gol no Interior

Dia 4 de julho, estarei em serrana interior de São Paulo, cidade vizinha de Riberão Preto (onde ocorre o clássico Comefogo, entre Comercial e Botafogo), lá estara sendo celebrado os 13 anos do Sindicato do rock, que é um movimento de cooperativas de bandas e pessoas do bairro autogestionado e que promovem oficinas de músicas, shows e eventos de cultura.
O local é no Cecac, onde estava abandona e hoje eles tomam posse do local e trabalham em conjunto pela Cena local do Bairro.
Um dos grupos do movimento é o Time do Zé rodão(foto abaixo), do qual até hoje foi o nosso (da minha banda fora de jogo) jogo mais difícil, pra quem não sabe todos os lugares que vamos tocar costumamos marcar um confronto com a equipe local, e até hoje esse jogo foi o mais dramático terminado em 10x10.



É isso ai, espero todos de serrana e das redondezas por lá para mais um evento de muita Amizade,futebol e Rock´n roll, e quero deixar um recado para o time do zé rodão: "Não haverá misericódia".Ta dado o recado...

Abraços e Beijos
El pibe Gui

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Di zeo o Capo da"la 12"

Um bom dia de 1979, Rafael Di Zeo decidiu que era momento de abandonar a platéia de “la Bombonera” que compartilhava com seu pai, para entrar na “popular”, ao lado da maior torcida do boca a “La 12”, o lugar que ele desejava, daí em diante começaria a história de um dos maiores Capos da história das torcidas Argentina envolvido com mortes e tráfico, Di zeo.

A história oficial conta que á quatro partidos na popular, Di zeo entrou, fez amigos e assim entrou na popular do Boca. Pouco tempo depois quando Di Zeo começou a crescer seu grupo armado até os dentes na zona sul da Capital Federal, quando 1987,seu grupo já era a segunda linha da “12”.Em 89, Di Zeo fez sua imagem quando liderou uma briga contra a “Guardial Imperial” (torcida do Racing club)na zona do Riachuelo, que acabou com vários torcedores do Racing no rio, assim ganahndo o respeito dos lideres da barras do boca.





Então em meados de 93, Di Zeo tinha indícios de que La 12 do líder “El Abuelo”, armada até os dentes e com o auge da droga barata, eira terminar mal. Então Di Zeo começou a ficar mais esperto para não cair junto pelas mortes do grande classico com o River Plate. Os chefes começaram a cair e muitos queriam possuir tal lugar: el Chueco Reguero, Miguel Cedrón, el Cabezón Lancry y, obviamente, Rafael Di Zeo. E depois do ano de transição, todos os grupos elegeram seu líder.



Após participar de muitas brigas, tiroteios e escapar de muitas mortes a coisa chegaram a tal ponto crítico, que de oito causas judiciais que teve, quatro havia sobressaído. Foi assim que seu reino acabou, uma decada de mortes, tráfico, e brigas e mais brigas, uma década de domínio firme a “la 12”,uma década que agora parece acabar.


Abaixo está o link de um video que mostra um pouco de di zeo euma das artidas do boca!espero que tenham curtido!!!
abraços beijos
El pibe Gui

terça-feira, 26 de maio de 2009

Não me arrependo desse Amor

Costumamos tratar o futebol como uma simples competição, que de certa forma é mais um jeito egoísta do ser humano se vangloriar, porque na verdade ele não ama aquele time, ele esta acostumadoa sempre querer pisar tanto nas pessoas que usa isso como arma.

Temos muitos exemplos presentes no nosso dia-a-dia, que usam e chateiam aqueles que vêem o futebol além da vitória.

Isso é desrespeitar o amor ao futebol, e aos románticos torcedores que sabem a escalação de seu time de ponta a ponta, daquele que sofre e passa apuros em todas idas ao estádio e aquele que ama o seu time e o futebol independente de vitória.

em homenagem a esse amor vou colocar a foto do meu Trapo(bandeira) que fiz para o jogo do Santo andré contra o Flamengo no domingo passado.





No me Arrepiendo deste Amor, e a cada dia acho mais motivos pra lutar por esse amor, onde por dentro desse futebol sujo e corrupto ainda existe "aliento".

Abraços e Beijos


El pibe Gui

domingo, 24 de maio de 2009

Pérolas do futebol!


Hoje é um poste especial, algumas da grandes pérolas que os atletas disseram!

‘Tanto na minha vida futebolística quanto com a minha vida ser humana.’
(Nunes, ex-atacante do Flamengo, em uma entrevista antes do jogo de despedida do Zico)

‘Que interessante, aqui no Japão só tem carro importado.’
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

‘As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.’
(Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo)

‘Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja.’
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

‘O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue Bom.’
(Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)

‘A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto.’
(Jogador Fabão, assim que chegou no Flamengo)
‘Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui fondo, fui fondo e chutei pro gol.’
(Jardel, ex- jogador do Vasco e Grêmio, ao relatar ao repórter o gol que tinha feito)

‘A bola ia indo, indo, indo… e iu!’
(Nunes, jogador do Flamengo da década de 80)

‘Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu.’
(Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72)

‘Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.’
(Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo)

‘No México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.’
(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos )

‘Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.’
(Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleção)

‘O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correta, deu um passo a frente.’
(João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)

SÓ PRA DISCONTRAIR PESSOAL!!!
abraços e beijos
El pibe Gui

terça-feira, 19 de maio de 2009

Raça e os Riffs de guitarra

Eu particulamente, não curto um jogo fácil seja meu time perdendo ou até mesmo ganhando, prefiro uma partida com raça, onde os jogadores se doam o máximo e ao fazer o gol explodem de emoção, nem sabemos se nquele momento seria alegria ou raiva.Tudo isso me vem a cabeça com uma trilha sonora Rock´n roll por exemplo thurderstrack do AC/DC, No me arrepiendo desse amor cantado por Attaque 77 ou o até mesmo Queen "whe are the champions", não me vem a cabeça aquela frutíci dePagode, Futebol é emoção e adrenalina não Pagode e Putaria, Não consigo por na cabeça jogadores pagodeiros, sendo que o futebol seja tão Rock´n roll, acho que tenho aliados que pensam assim como o grande Casagrande eterno ídolo corintiano!

Bom, vou citar momentos Rock´n roll do futebol, posso escrever um livro enorme se fosse contar bandas, momentos e torcidas do futebol reacionados ao rock, mais separei uma banda que nunca citei e gosto banstante, separei uma torcida e também uma entrada de um grande time alemão que entra em campo com uma das maiores bandas de rock´n roll, Estão prontos??? Apreciem...

Ska-P: Banda espanhola torcedores do Rayo vallecano



A banda acima é a o Ska-P, conhecidos pela mensagem da legalização da maconha e por seu amor ao time de seu bairro e por serem Anti-Fascistas, A maioria dos integrantes são torcedores do Rayo vallecano uma equipe humilde do bairro obrero de madri, "La república de bayeca". Abaixo está o clipe que fizeram de uma música dedicada ao Rayo, Curtam e dancem ao som do SKA-P:

http://www.youtube.com/watch?v=nkAh5r29MH0

Procurem a letra original na nternet, mas traduzindo parte da música seria:

Somos os torcedores mais anarquista
Os mais bebados os mais Anti-fascistas
Nosso Rayeto(Rayo) Revolucionário
Todos fascistas: "foram do meu Bairro"

Ao rayo Ao campeão
somos a equipe da primeira divisão
cada baseado que nos fumamos
alucinamos com o rayo vallecano


Racing Stones torcida da "La academia racing Club" da Argentina.



Na figura acima está a Racing Stones, umas das torcidas Roqueiras mais famosas e fanáticas da Academia Racing Club, o clube conhecido pelo grande amor de seus torcedores já quase chegou a falir, mais com ajuda de seus torcedores isso não aconteceu, aliás ja fiz um post sobre o Racing e essa inesplicável "Pasíon Celeste e Blanca".

Galera vou passar um video da Equipe do St.Pauli, citado a dois "posts" atrás(Quem não viu,vale a pena ver), o video mostra entrada da equipe em campo que tradicionalmente entram com os sinos e riffs de Hells bells do AC/DC...Are you ready? então vejam:

http://www.youtube.com/watch?v=1YSkoXrabIk

É isso ai Galera, mais um post de futebol e Rock´n roll, quem disse que Futebol é Pagode? isso é á jogador que não tem "Huevos", Futebol tem que ter raça, Amor, sentimento tem que ser Roqueiro.

Lets go Rockers!

Abraços e Beijos
El pibe Gui

domingo, 17 de maio de 2009

Futebol rompendo fronteiras

Brasil e inglaterra juntos contra o Rascismo? Isso mesmo confiram a matéria feita no jogo entre eles, em luta contra o rascismo mundial.




Unidos contra o Rascismo foi o motivo da união de Brasileiros e Ingleses este sabado dia 16 de maio, no campo lapa, o time inglês do Eaoston Cowboys & cowgirls quem faz turnê desde os anos 90 levando a mensagem anti-fascista jogou contra o Autônomos F.C, equipe de futebol autonoma do Brasil.




As crianças ficavam extremamente felizes ao conversarem com os Ingleses(apesar de não ter idéia do que eles falavam),e vice-versa.

"ficamos muito felizes de ver que mais uma vez a união predomina onde vamos e sabemos que tem outras pessoas lutando pela nossa mensagem anti-fascista(ou anti-nazista)"disse o tecnico do time inglês.

Apesar do time ser Inglês, eles tem representantes da lituânia, aliás vou passar o trecho final da entrevista que fizemos com o representante lituano, No qual faremos uma brincadeira para ele cantar uma musica de rock de sua terra natal(lituânia), confiram:


video

Espero que tenham gostado,mais uma vez a União prevalece sem preconceitos!!!

Abraços e beijos

El pibe Gui

sexta-feira, 15 de maio de 2009

O mozart do Futebol

Fiz uma post semanas atrás sobre essa Lenda do Futebol mundial e o Austríaco especificamente, Matthias Sindelar conhecido também como Homem de papel, por sua habilidade e leveza no jogo, esse videos são em espanhol por isso ficará pouco difícil entender, mas pra quem tem uma noção é facil!apreciem

Abraços e Beijos

El pibe Gui

video

A continuação tem no youtube, é só procurar por "Matthias Sindelar".

terça-feira, 12 de maio de 2009

Aqui é na mão, Go St.Pauli!

Hoje uma matéria de uns dos times que tenho mais vontade e acompanhar uma partida, o St.Pauli:



O FC St. Pauli von começou em 1910,o St. Pauli é um bairro operário e portuário que fica ao norte de Hamburgo, na Alemanha, é considerado um dos bairros mais antifascistas da cidade de Hamburgo, Conhecida por sua torcida é fiel e apaixonada e de belas histórias onde confrontaram fascitas em seu bairro, o St. Pauli é considerado o time libertário, tanto que sua torcida é composta por muitos Punk,skinheads, Anarquistas e Comunistas, eles são 100% libertários. Seu estádio é o Millerntor-Stadion que tem capacidade para cerca de 15 mil torcedores.



Só por curiosidade de nós Roqueiros, a equipe do St. Pauli entram em campo, enlouquecidos, ao som dos sinos e dos acordes iniciais de Hell’s Bells, do AC/DC, Are you ready?Sensacional né?!




A torcida do St.Pauli já expulsaram diversas vezes torcedores fascistas de sua torcida a força, alem de suas histórias de luta pelo clube o St.Pauli organiza eventos anti-sexistas e anti-fascitas alem de protesto contra guerra, como o protesto “Fuck the war” que ser referia a guerra do EUA no Iraque.pois é, aqui é na mão.

“A violência não é o único caminho, mas é o único que muitos entende.” (Stage Bottles)

Abraços e Beijos
El pibe Gui

sábado, 9 de maio de 2009

O "Diablo Rojo" de Avellaneda

O Club Atlético Independiente de Avellaneda é um clube argentino de futebol. Também é conhecido como "El Rojo" ("O Vermelho"), "Los Diablos Rojos" ("Os Diablos Vermelhos") ou "Rey de Copas". O Independiente é o maior vencedor da Copa Libertadores da América. O clube chegou em sete finais e venceu todas as sete. Seu estádio chama-se libertadores de américa terceiro estádio de concreto da América Latina, inaugurado em 4 de março de 1928 depois do Estádio de Laranjeiras, inaugurado em 11 de Maio de 1919 e do Estádio de São Januário inaugurado em 21 de Abri de 1927. É também conhecido pelo apelido de "La Doble Visera". Possui capacidade para 52.823 pessoas.
O eterno rival do Independiente, o
Racing Club tem seu estádio apenas a algumas centenas de metros do estádio do Independiente. Esses dois clubes fazem o colorido Clássico da Avellaneda, que divide a país em duas.O clube tem fama por sua belas torcedores, chamadas carinhosamente de "Las diablitas".


Muitos grandes jogadores argentinos usaram o uniforme vermelho, adotado em tributo ao Nottingham Forest FC da Inglaterra nos primeiros anos da história do clube. Daniel Bertoni e Jorge Burruchaga tornaram-se campeões mundiais em 1978 e 86 respectivamente com a Argentina, mas os torcedores do Independiente lembrarão com alegria de Ricardo "el Bocha" Bochini. Um jogador de meio-campo incrivelmente talentoso que jogou pelo clube do começo dos anos 70 até meados dos anos 90, Bochini teve menos sorte com a Seleção dominada na época por Diego Armando Maradona, que jogava em sua posição.





Abraços e Beijos
El pibe Gui

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Yid..Spurs..Joden!

Poucos sabem mais dentro do futebol há vários representantes da comunidade Judia,e que acabam sofrendo o preconceito!conheçam dois deles:




Yid-Totteham e Arsenal. (Clássico “North london derby”)


O clube tem uma forte influência e fãs da comunidade judaica, o que provoca ofensas anti-semitas contra os torcedores do Tottenham de seus rivais como Arsenal e Westham. Os torcedores dos Spurs(Espora,que é apelido do clube totteham), judeus e não-judeus, uniram-se contra isto e apelidaram a si mesmos como Yids, desenvolvendo cantos e uma torcida com o nome. Muitos dos fãs adotaram esse nome como resposta aos rivais, que já chamavam desde anteriormente, de modo pejorativo, a torcida do Tottenham de Yid. Hoje, esse apelido é mais usado para distingüir os torcedores dos Spurs de torcedores de outros clubes. Muitos adeptos, entretanto, discordam com o uso de tal alcunha e acreditam que isso somente atrairá mais racismo





“Iraelenses do paraguai” (Clássico entre Ajax e feyenoord )

O apelido muito usado pelo Ajax da é "Joden", que significa "Judeu". Antes da segunda guerra mundial, O feynoord e os times que jogaram contra Ajax sempre precisaram passar por o bairro judeu em Amsterdam para chegar no estádio do Ajax. No fim do século XX os torcedores de Ajax adotaram essa 'imagem' e frequentemente levaram bandeiras Israelenses para os jogos. Em janeiro de 2005 o presidente John Jaakke pediu os tercedores não mais levar as bandeiras e não mais se identificar com os judeus: "O paradoxo é que o Ajax é conhecido como clube de judeus, mas os judeus mesmo tem medo de ir para os jogos do Ajax, em casa e fora." Nos jogos fora de casa, especialmente contra FC Utrecht, Feyenoord e ADO Den Haag, os torcedores do adversário costumam de cantar canções antisemitistas para provocar os torcedores de Ajax.



Abraços e Beijos

El pibe Gui

terça-feira, 5 de maio de 2009

Já basta!

Sou contra violência nos estádios, mas na inglatterra e toda europa alem das torcidas existem outros grupos também radicais como a “Antifa-Hooligans” e a “ACAB” até mesmo dentro das próprias torcidas em protestos a repressão policial e também ao preconceito e rascismo das torcidas facistas européias, apesar de toda a violência tenho que revenciar a atitude dessas torcidas, pois ser anti-fascita na Europa é algo bem dificil no meio de torcidas de futebol.

Antifa-Hooligans

É muito comum torcida racista na Europa senão a maioria, a Antifa-Hooligan é um grupo de torcida que não é de um time específico, pois vários times tem seu nucleo Antifa, mais ele é um grupo que luta literalmente contra o preconceito na Europa, atitude surpreendende, para a Europa onde as torcidas mais racistas e violentas se localizam lá. Muitas bandas e torcidas tem seus núcleos antifacistas onde se expressão também com faixas e até mesmo suas músicas.


ACAB (all cops are bastards)

Esta sigla ACAB significa "All cops are bastards" traduzindo para o português "Todos policias são bastardos".Essa sigla é utilizada pelas torcidas da Europa (hooligans e ultras) e por movimentos de rua (skinheads e Punks), com a intenção de demonstrar o ódio à repressão policial seja nas arquibancadas ou nas ruas,em confrontos diretos com as autoridades.


Aqui no Brasil a coisa não é tão diferente, concordo que muitos desses torcedores aqui são marginais e estão em torcida por "Ego" próprio e não por um sentimento, mas convenhamos que também a violência policial aqui ultrapasse os limites, mas quem são os bandidos e os mocinhos?A policia que é a defensora da sociedade e tem a autoridade de seu lado, mais que abusa de seus poderes, ou os marginais que fazem parte de torcidas somente pela emoção de ser um marginal, afinal é legal ser "do crime" hoje né?!






É claro que existem tipos e tipos de torcedores e não devemos generalizar, é dificil hoje você ir ao estádio de equipe "grandes" e ver um espetáculo, a ida junto com outras pessoas que você nem conhece mais que só por ter a mesma camisa viram amigos, a chegada com aquele frio na barriga e a adrenalina auta, o jogo com todos cantando sem parar apoiando o time e a volta de festa mesmo que tenha perdido, hoje é briga na entrada,briga dentro e briga fora!...desculpa mais la via um palavrão...Vai toma no cú torcidas "Desorganizadas".

Abraços e beijos
El pibe Gui

domingo, 3 de maio de 2009

O Homem de Papel

Conhecido por sua leveza e habilidade chamavam ele de "Homem de papel", Matthias Sindelar estava prestes a passar uns dos momentos mais gloriosos e ao mesmo tempo triste do futebol.



Na copa de 38, na época da ditadura, havia um plano político dos alemães, o país disputou o Mundial reforçado com jogadores da Áustria, que foi anexada a alemanha em março daquele ano. A Alemanha esperava que, com alguns dos melhores jogadores da Europa, a Alemanha sairia com o mundial. Mas o principal atleta austríaco não esteve presente. O atacante Matthias Sindelar, conhecido como “Homem de Papel” pela sua leveza e habilidade com a bola, se recusou a vestir a camisa alemã com a suástica no peito. Sempre alegava que estava machucado ou que já estava velho para o futebol (35 anos em 1938). Mas, na verdade, não queria defender uma equipe regida por um governo invasor e que havia expulsado seus colegas judeus do elenco do Áustria Viena.


Mas no jogo que seria histórico para a Áustria como seu ultimo jogo de seleção, eles acabam com o sonho alemão. A partida contra a Alemanha serviria para representar a superioridade das forças de ocupação. Mas Sindelar prejudicou os planos alemães. Capitão austríaco, o craque fez um dos gols da vitória por 2 a 0 e comemorou o tento dançando diante da tribuna repleta de oficiais nazistas. As pressões sobre o jogador e sua família acabaram de forma trágica em 23 de janeiro de 1939, quando o “Mozart do futebol” foi encontrado morto ao lado da namorada. Ambos envenenados por monóxido de carbono. A versão oficial foi que as mortes foram acidentais

São histórias como essas que demonstram o verdeiro amor e até mesmo uma forma de protesto no futebol contra fascistas e qualquer tipo de preconceito ou atos que não sejam benéficos, onde somos capazes de combater nossos inimigos mesmo eles sendo mais fortes, esses sim marcar a história do futebol.

Abraços e beijos
El pibe Gui

Se morro que seja de lepra.

O Club Atlético Newell's Old Boys, ou simplesmente NOB, é um clube argentino de futebol da cidade de Rosário foi a equipe reveladora do grande craque Diego Armando “Maradona”. Disputa o Clássico de Rosário enfrentando ao Rosario Central, sendo esse um dos maiores clássicos da Argentina. Seu estádio é o El Coloso del Parque para 42.000 expectadores

Fundado em 1903. foi nomeado por ex-pupilos do English High School of Rosario, em homenagem ao seu diretor e técnico de futebol, o imigrante inglês Isaac Newell,que era um grande anarquista na época.

Certa vez, um hospital da sua cidade de Rosário, interior da Argentina, organizou uma campanha para arrecadar fundos para combater a lepra e convidou os dois clubes da cidade Newell's Old Boys e seu grande rival o Rosario Central para participar. O Newell's concordou em participar, mas o Central não. Desde esse dia, os jogadores e torcedores do Newell's são chamados de "leprosos", enquanto os do Central são chamados de "canallas".


A torcida do newell´s é apaixonante e enloquecedora,seus cantos nunca param e sempre presentes e em um de seus cantos eles citam "Se muero que sea de lepra",ou seja, "se morro que seja de lepra" que é o apelido deles,engraçado mas ao mesmo tempo demostra o grande amor qu sentem por seu clube.

Pra quem quiser nesse link do youtube, tem muitas fotos espetaculares ao som de um torcedor que fez para o NOB.Abaixo do link vou colocar parte da letra.

Ja se vai abrindo as portas(do estádio)
Nos encontramos outras vez
Mi corazon,Batendo cada vez mais forte um dia mais, para torcer, pra estar com vc
Chegam os garotos,as bandeiras
todos os bairros estarão
volto a ver o estádio chegou a festa vai começar
na plateia e na popular

http://www.youtube.com/watch?v=J87xLbrkZRg&feature=related

Espero que curtam!Vamo lepra Carajo!

Abraços e beijos
El pibe Gui

Seja bem-vindo ao Expulsos de Campo

O publicitário, roqueiro e torcedor do Santo André, Guilherme Pibe, traz a visão "underground" de toda cena do futebol e do rock´n roll juntos em um só blog.



Para ver os vídeos do EDC, clique aqui.