sábado, 22 de dezembro de 2012

Torcida do Santo André faz campanha para trazer Mario Jara de volta ao Ramalhão

Começou essa semana a campanha da torcida do Santo André pela volta do volante e idolo da torcida, o argentino Mario Jara.


 

A torcida busca esse objetivo e espera ser ouvida e pra isso já conseguiu divulgar toda campanha nas redes socias através de folhetes, imagens e também de vídeos.



O jogador já sabe da campanha e mais uma vez falou sobre o carinho que sente pelo clube e disse que não pensaria duas vezes em voltar ao Ramalhão, haja coração amigo!


Além disso o Jornal Diário do Grande ABC também divulgou uma nota sobre a campanha que a torcida andreense está fazendo.


Esperamos que essa seja mais uma vitória do amor ao futebol e ao clube que seguimos, esperamos a volta dessa grande ídolo ao Santo André

Somos nós contra todos, vamos vencer!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

A que ponto isso vai chegar?

Antes de mais nada quero ressaltar uma coisa, o São Paulo mereceu ser campeão e o time do Tigre é muito fraco, disso eu não tenho dúvida.

Agora, a minha crítica não é sobre título, eu só quero entender toda atmosfera no geral e suas consequências. Não estou aqui por clubismo, a minha crítica é sobre um fato sério, que envolve o futuro de uma copa no "Brazil", desorganização, desrespeito, repressão e xenofobia!

Primeiro, na minha humilde visão tudo começa na chegada do visitante quando quer simplesmente fazer o seu aquecimento dentro do campo e é barrado pela organização sem argumento aceitável;. Indignados eles desobedecem a ordem e vão assim mesmo. Alguém está contra essa postura? Sinto muito, mas nesse caso o desrespeito é com o time visitante, daí em diante o clima já esquenta.

Começa a partida, e estamos em uma final de Sul-Americana, tensão, catimba, jogo pesado, como de costume, é futebol, e pra quem não sabe tem gente que ainda joga por valores e coração, é final, é assim, isso é América do sul, sangue correndo nas veias, do contrário, quer jogar sem contato com o adversário, acha que isso é violento? Vai jogar tênis!

Caso o jogador passe dos limites seja na provocação ou no jogo violento quem deve puní-lo é o árbitro da partida, ele tem a autoridade para punir o jogador por alguma atitude violenta!

Intervalo de jogo, o clima tenso da partida, provocações e o time argentino foi tirar satisfações. Primeiramente eu não vi nada violento naquela situação, só vi discussões, há 15 anos atrás não teria nem discussão, seria voadora na nuca pelas costas e pancadaria geral, enfim, ficou por aí e o jogadores foram levados ao vestiário onde aconteceu todo o tumulto.

Quem frequenta estádio, quem anda pela rua, quem sente na pele o abuso de autoridade sabe como é, não seja hipócrita, me assusta a organização, a diretoria do clube o todos envolvidos simplesmente dizerem que não sabem de nada, sobre nenhuma agressão.

Me assusta a que ponto está chegando a xenofobia da mídia, que torna a rivalidade um preconceito barato e ignorante.

Sobre o Tigre não ter voltado ao jogo existem dois pontos, o primeiro é como eu gostaria que o meu time se colocasse diante de tudo, que seria voltar a campo e brigar até o fim, mesmo depois de toda a repressão, até mesmo por conta disso, e dar a volta por cima.
O segundo e mais coerente é, como jogar depois de alguém te agredir, colocar uma arma na sua cara e fazer ameaças? Complicado, não?

Agora, não me digam que ninguém sabe ao certo o que aconteceu, porque isso é ser hipócrita!

Volto a dizer, não estou desmerecendo o título do São Paulo, não estou defendendo o Tigre sobre seu futebol, que no caso achei muito fraco, estou falando de algo bem mais sério, sobre repressão, sobre um país que vai ter o Mundial e sobre um caso de Xenofobia que pra mim já está no limite e o maior culpado disso é a mídia nacional, que sempre que tem oportunidade é preconceituosa!

É tanta coisa que me deixa triste e ao mesmo tempo assustado, porque você tem dúvidas que uma hora isso tudo vai ser tornar um grande desastre? Que a Copa aqui vai ser um caos? Que essa polícia vai como sempre ser repressiva e violenta nessas situações? Que essa rivalidade entre Brasil e Argentina já se tornou preconceito, e um preconceito que olhando de forma neutra vem muito por parte dos brasileiros, e eu não digo que a mídia argentina é santa, porque é tão ignorante e hipócrita como a brasileira, mas eu digo do sentimento popular, do povo que abraça essa idéia e aprova esse preconceito. E eu sou testemunha, porque eu posso falar, porque eu vivo os dois lados, sobre o sentimento popular, o preconceito vem por parte do brasileiro, e eu não entendo porque!

Vale ressaltar duas coisas.

Palavras de Rogério Ceni: "São argentinos, o que esperar deles"

Além da camisa em irônia aos argentinos!


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A espera da tabela

Você torcedor que acaba de terminar a temporada do seu time e vai sentir falta do futebol, que teve alegrias e tristezas com seu time, que  deixou de ir a festas de família, a aulas da faculdade, saídas mais cedo do trabalho, mentiu pra namorada, me diga, existe momento mais ansioso que aguardar a tabela da próxima temporada?

Todo ano passo pela mesma adrenalina e ansiedade e quando sai a tabela oficial, você olha cada jogo fazendo contas de quanto vai gastar com ingresso, com viagem, o que vai fazer pra conseguir ir e também cada jogo um sentimento diferente, de respeito ou desprezo ao time adversário, de alegria por ter um jogo em casa no domingo, de decepção por ter um jogo muito longe de casa em um dia de semana.Não é isso mesmo?

Acho que se você passa por isso, pode se considerar um cara que realmente vive seu time, que apoia, torce e pode se considerar um torcedor que realmente ama seu clube.

Ah, quem sou eu pra julgar uma pessoa que vê o jogo sentado no sofá?Eu sou o cara que não perde um jogo em casa a mais de 3 anos, e que frequento o estádio desde o meus 14 anos de idade frequentemente, e que sim, me considero mais torcedor do que uma pessoa que vê o jogo sentado no sofá, porque eu vivo meu time, não reproduzo meu amor ao meu time pelo facebook com frases de amor eterno e loucuras que nunca foram feitos e por favor amigão que vive no sofá, não me venha com suas declarações idiotas e vazias sobre o quanto você é louco pelo seu time na segunda-feira depois de ter quase "infartado" de amor pelo seu time com o controle remeto, eu não quero saber, e quando você despreza meu time ou me chama de louco a única coisa que sinto, é pena de você!

Sou aquele que participa, apóia, cobra e vibra com o meu time no estádio e por isso, sim, eu me considero um privilegiado se você também é assim, pode se considerar outro!

E você ai, ta fazendo o que no sofá ainda?


quinta-feira, 1 de novembro de 2012

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Entrevista com Trotsky Vengarán (Parte 1)

Diretamente da terra do céu de uma só cor, a celeste, a entrevista de hoje foi feita com a banda de Punk Rock uruguaia, Trotsky Vengarán, a banda nasceu em 91 e já tem 11 discos lançados sendo 2 ao vivo.

As músicas da banda são temas variados, normalmente falam da vida e seu cotidiano com seus personagens, não deixando de lado os temas de amor e as canções de protesto!


Conheça um pouco da banda, segue o clipe mais recente do Trotsky vengarán, "Noche de rock".



A seguir a primeira parte da entrevista que fizemos com Cuíco baterista da banda.Aos preguiçosos que querem textos já traduzidos, não me perguntem, se virem para traduzir, não tenho tempo pra isso e o Google está ai pra te ajudar!

Me conte um pouco sobre a história do Trotsky Vengarán e algumas histórias e curiosidade sobre a banda.

Cuico - Te puedo contar como llegué yo a TROTSKY.La banda tenía pocos meses de formada, en la batería estaba Lucas Acevedo (posteriormente baterista de La Vela Puerca) pero tenía una diferencia de edad (apenas 13 o 14 años) muy  grande con respecto a Hugo y Guille y decidieron cambiar de baterista. Nacho Guasch, que era el otro guitarrista de la banda, me conocía del liceo y me llamo para tocar. Lo gracioso del cuento es que le pregunto cuándo ensayábamos y me respondió: “No, tocamos mañana… no te preocupes, los temas son todos iguales y cuadrados…”
Posteriormente Nacho dejó la banda y a partir de ese momento resolvimos seguir solamente como cuarteto: guitarra, bajo, batería y voz.
Desde los comienzos, por el año 1991, y desde que integro la banda, hemos tenido distintos bajistas, pero desde el 2001 hasta ahora, la formación se mantiene la misma, con Héctor Souto en el Bajo.
Nos pasó de tocar para muchísimo público (más de 100.000 personas / Pilsen Rock - Uruguay), para muy pocos (no más de 20 personas y durante muchos años!!! Sobretodo los primeros…) En lugares increíbles, en muchos países de América, el lugares horribles, en escenarios super profesionales, en pubs sin escenario…  compartimos recitales con bandas como los Ramones, Die Toten Hosen, grabamos 11 discos, en los mejores estudios de Argentina, en los peores estudios de Uruguay…  Si me preguntas que cambiaria de la historia con Trostky: nada, Lo haría todo otra vez.

Cuico na gravação do Clipe "Noche de rock"

Como é a cena roqueira no Uruguai? Tem muitas bandas? Muitos espaços para tocar? Como se faz Punk Rock no Uruguai?

Cuico - La movida rockera en Uruguay es muy complicada. Somos un país con apenas 3 millones de habitantes, por lo que girar por todo el país es casi una obligación, si el fin es poder tocar todos los meses… intentar hacerlo solamente en Montevideo, te llevaría a que después de un tiempo ya agotaste el publico y los pocos lugares para poder tocar… te volverias repetitivo, y por lo tanto morirías intentándolo…
Los festivales son algo importante pero cada vez hay menos y tienden a concentrarse en los meses próximos a fin de año o y verano.
El resto del año es salir a pelearla, conseguir lugares que estén interesados en llevarte y tratar de convocar al público. De todas maneras hay un público muy fiel que nos sigue incondicionalmente y es muy gratificante.
Cuando se es una banda del “under”, las complicaciones se multiplican; lo hemos sufrido durante muchos años de nuestra carrera.
Con respecto a los lugares para poder tocar, son muy pocos… lo cierto es que alguno de ellos se han preocupado por brindarle a las bandas un escenario, sonido y luces de primer nivel. Esto no existía hace 10 años.’

Quais os times do respectivos integrantes do Trotsky Vengarán? Qual a relação da banda com o futebol? E como vivem o futebol no Uruguai?

Cuico - Guille es de Nacional y el resto somos de Peñarol… lo que generó una relación de respeto mutuo para evitar las típicas bromas que indudablemente hubieran hecho que termináramos todos peleados!!! Nos encanta el futbol en cualquiera de sus manifestaciones… ya sea jugarlo o verlo.
Obviamente que no nos metemos cuando juega el cuadro del otro… pero si es la selección o algún partido importante de algún otro equipo, es casi un hecho que nos juntamos para verlo.
El futbol en la sociedad uruguaya es muy importante y esto no escapa a nosotros… un partido malo o bueno, puede cambiarnos el ánimo durante la semana, y a la hora de escribir estas detalles sirven para poder contar una historia, o una situación. Escribir una letra que hable de futbol, no es otra cosa que escribir sobre algo cotidiano de nuestras vidas.
Somos de ir mucho a la cancha, putiamos, sufrimos, festejamos…  nosotros más que Guillermo, por supuesto!!!!

Trotsky Vengaran junto a um dos torcedores símbolos do Peñarol, o famoso "Gordo da Columbes"que se refere a uma das arquibancadas do estádio cetenário!

2014 teremos o Mundial, talvez possa acontecer outro Maracanazzo, não?

Cuico - ¿?¿?¿?  jajajja, todo puede ser… nunca hubiéramos pensado que Uruguay iba a terminar 4º en Sudafrica… quien te dice que no terminemos 1º o últimos… con Uruguay, cualquier cosa puede pasar…
Somos muy exitistas, si ganamos somos los mejores, si perdemos somos los peores del mundo!!!!


O que vocês conhecem do Brasil?Alguma banda que gostem?Algum time que tenham ódio?

Cuico - Como banda no conocemos nada de nada… nunca fuimos a tocar a Brasil.
Personalmente estuve en Florianopolis, pero era muy chico…
Bandas conozco las mas populares pero dentro de la música en general… dentro del punk, apenas CPM 22 y Magaivers.
Odié mucho a Branco en la época del 80… Cuando Peñarol y Flamengo disputaron la semifinal de la libertadores en el 82, supe odiarlos… jajaja
Ahora creo que el futbol brasilero esta despegado del resto de América. El lógico que gane case todo. Tienen jugadores, tienen $$$, y sobretodo talento!!!


Agora o mais importante, quando o  Trotsky Vengarán virá a humilde cena de Punk Rock no Brasil?Ja tiveram a oportunidade ou vontade de vir?

Cuico - No hemos tenido la oportunidad. Nos hubiera encantado poder girar por Brasil, conocer bandas, poder hacer conocida nuestra música allá. Supongo que aun estamos a tiempo, aunque la verdad que al estar ya todos con familia, y trabajos, es mas complicado. Pero estaria buenísimo poder escaparnos unos días por lo menos para hacer playa y ver garotas!!!! Jajajaja


Muito obrigado e sorte a banda e que sigam fazendo pogo por onde toquem, se quiser deixar alguma mensagem, fiquem a vontade...

Cuico - Muchas gracias a usted por difundir nuestro trabajo. Ojala nos podamos ver pronto.


É isso ai rapaziada, a América do Sul está cheia de ótimas bandas e o ainda Brasil ainda se limita aos Estados Unidos e esquece da nossa realidade, sendo que temos ao nosso lado tantas coisas de boa qualidade e que nós traz a nossa verdadeira cara da alegria e da tristeza, da festa, do amor e protesto, tudo que tem a nossa cara, nosso sangue!

Somos todos Latinos, Somos todos irmãos!

Uma de suas letras boleiras, a música se chama "Atrás do gol", referindo-se a torcida, que costuma fica nessa parte do estádio atrás do goleiro!



Além dessa música o Trotsky Vengarán tem outra música muito bacana que traz a cultura do futebol e o rock na mesma canção, a música se chama "Hay que saltar"e fala sobre os bairros e seus respectivos times e também na música cita algumas bandas locais e amigas da argentina, então essa é outra boa dica de música pra galera procurar na net!

Segue um vídeo do show ao vivo completo do CD/DVD que eles lançaram no "POGO".



Espero que tenham curtido a entrevista, é isso ai, o futebol e o rock estão muito mais próximos do que você imagina!

Aguardem a parte 2 da entrevista com o guitarrista Hugo Llamarada!

"EXPULSOS DE CAMPO ROMPENDO FRONTEIRAS!"

Abraços e Beijos
El Pibe Gui

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

No que você acredita?

Já faz um tempo venho pensando em algumas coisas sobre as pessoas que defendem o "Não ao futebol moderno", mas antes de chegar a minha teoria quero esclarecer algumas coisas.

O futebol pra mim é um estilo de vida, reflete meu caráter, é minha paixão e através dele eu expresso boa parte do que acredito como ideal pra minha vida.

Não sou a favor da violência, eu acredito sim na rivalidade, mas antes de mais nada o respeito está acima de qualquer coisa, o futebol pra mim não deveria ter lucros seja como for, afinal é um paixão, algo que não pode ser vendido, trocado, roubado ou ser colocado em manutenção.

Hoje muitas pessoas destroem o futebol, jogadores que não tem respeito aos clubes que jogam, diretorias e empresários que são máquinas de fazer dinheiro e lucrar com essa cultura popular, torcidas que se dizem apaixonados, mas que promovem muito mais a violência do que o amor ao clube do qual torce e a repressão policial que acha que proibindo festa vai acabar com a violência.

O futebol está no bairro, na cidade e não tem fronteiras, e é esse o futebol que eu cresci acreditando, que promove as maiores festas do mundo, sem preconceito, que provoca, mas sem desrespeito, que não tem maldade, mas que tem acima de tudo, atitude.

Hoje ser contra o futebol moderno é sinônimo de ódio, mas calma, não me critique, eu mesmo sempre defendi ser contra o futebol moderno e continuo defendendo, mas o que eu acredito não faz parte do mesmo do qual a maioria hoje desse "movimento"defende.

O futebol pra mim é festa na arquibancada e nas ruas, é amor que vai além do time, é um amor a uma cultura local, seu time, sua cidade, seus amigos, a cena que acontece na sua cidade mais sem criar fronteiras a outras culturas, é família e amigos, é raça e rivalidade mais sem violência e sem desrespeito.

Eu venho do movimento punk, não sou um santo, gosto do folclore e histórias onde as pessoas burlam algumas leis, como por exemplo entrar com bandeiras fazendo sátiras aos adversários, de torcida que brigam por direitos e protestam por mudanças, mas algumas pessoas confundem isso com violência, tudo se resume a violência.

Eu não gosta da diretoria atual do meu time do coração, o Santo André, eu não simpatizo com a polícia,  mas eu não simpatizo com pessoas que estão na torcida por status, pessoas que aparecem somente nas boas e nas más nunca aparecem, torcedores fardados que todo jogo quer cobrar a torcida visitante, que pra mim não faz diferença nenhuma entre eles e os porcos fardados.

Futebol é alegria sim, aliás, hoje se fala tanto da alegria no futebol de nossos jogadores, que na verdade não tem nada de alegres, mas sim deboche.

E o futebol é tristeza também, sim, é alegre é samba!certo?mas também é tango, e em nenhum desses ritmos se pode abandonar algo que você diz amar, por isso no fim da contas eu sempre serei punk, porque essa é a minha realidade e como eu vejo o mundo!

Nas ruas, nos estádios, nos shows, em nossas casas, sem fronteiras!

Contra o preconceito, contra a violência, mas pela atitude e pela festa no futebol!

É nisso que acredito, e você?

No que você acredita?








segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Dias como estes

São dias como estes que fazem valer a pena ainda estar aqui, e que ainda nos fazem acreditar que o que mais gostamos ainda não morreu. Esse fim de semana fui ao Show do Die Toten Hosen, CJ Ramone e Pil (vocalista do Los Violadores) na Argentina, e foi simplesmente incrível.



Muitas pessoas acreditam que quem faz um show é a banda, pois é verdade, mas como vai ser o show não depende só dela, e na Argentina o público sabe como fazer um show especial, como pode fazer de um simples show uma festa, o famoso "Aguante" ou "Aliento", que muitas vezes falta em boa parte dos brasileiros.



O show foi no clube do Argentinos Juniors, no micro estádio Malvinas Argentinas, o rolê até lá foi divertido e o lugar era fantástico, era ao lado de uma fábrica e o visual bem suburbano, e a galera tranquila com suas camisas negras roqueiras e tomando cerveja e fazendo um lanche antes de entrar no show.


Resumindo, o show teve 4 momentos, o ínicio onde eles tocaram aproximadamente 13 canções que foram seguidas de loucura, pogo, sorrisos, choros e com o público cantando junto a banda em todos os refrões. Na parada, eles voltaram com mais músicas e a presença de Pil do Los Violadores onde tocaram Ultraviolento e Repression do Los Violadores. Em seguida, Cj Ramone tocou Ramones e The Clash. Voltando de outra parada, aconteceu uma das coisas mais especiais e incríveis do show, a banda recebeu simplesmente o documento de cidadão de Buenos Aires, e além disso mais uma ótima surpresa quando a banda convidou Attaque 77 para subir com eles ao palco e tocar "Donde Las Aguillas se Atreven", e fechando o show com mais algumas canções e You never Walk Alone. Quase 3 horas de show, um dia mágico e que sem dúvidas entrou pra história!


Caminhando pelas ruas na feira de Santelmo encontrei o Guitarrista, Kuddel. Também encontrei Andi, o baixista.


Eu estive lá, eu vi acontecer, e isso nunca mais vai se repetir, talvez algum dia haja uma festa mais linda que essa, mas como essa, nunca!

Viva os Hosen, Viva o Punk Rock latino americano, viva a festa no futebol e a festa roqueira!

Segue um dos pontos altos do show, Hosen junto com Attaque 77!


sábado, 8 de setembro de 2012

Proteste já, Santo andré!

Pra quem não sabe Santo André passa por uma triste situação que envolve, política, dinheiro e muito desrespeito ao patrimônio da cidade, nosso estádio. Tudo isso é o que nos traz a "maravilhosa" política!

Completamos um ano sem ver o nosso time dentro de nosso próprio estádio, um dia triste para os poucos torcedores andreenses que ainda comparecem nos dias de jogos. A cidade simplesmente virou as costas para o time, a prefeitura além de virar as costas simplesmente quer acabar com o time e a diretoria que sempre fez um trabalho fraco com o time também está de mãos atadas apenas vendo o barco afundar cada vez mais.






Hoje tivemos a presença do Programa CQC no estádio com o quadro "Proteste já", o repórter da matéria foi Rafael Cortez. Meu receio dessas matérias sempre foi de tudo se tornar cômico e a coisa não ser levada a sério, mas acho que a matéria pode ser uma das mais legais até hoje no programa se for como eu imagino.



A verdade é que o Santo André está bem próximo do fim, e se não fosse sua torcida o time ja teria acabado ou talvez estivesse em outra cidade na mãos de alguma empresa ou marca que queira comprá-lo.



Protesto contra o atual prefeito que está se candidatando novamente e prometeu a tal "reforma"




 

 

Parte da torcida não consegue ver o jogo do portão, por motivos de espaço não cabem todos, o que nos resta é subir na caminhonete do Seu Paulo.



 


Outros torcedores vão subindo nas árvores para ver o jogo, da forma que podem.


Cada um no seu galho, tudo pra ver o Ramalhão jogar!

Fim do jogo, derrota do Santo André e a polícia mais uma vez de forma repressiva ao torcedor, afinal o protesto não faz parte da tal "ordem", e se fizer protesto as consequências são as de sempre, a ordem deles, na borrachada.


Bom, não sei mais o que dizer, a pouca esperança que me resta é aquele esperança idiota de torcedor, porque o futebol até então pra mim não estava morto, estava agonizando, mas morto não, já não sei se penso dessa forma.

Abraços e Beijos
El pibe Gui

Por dias melhores, já que os de hoje não nos trazem muitas esperanças!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Qual o país do futebol?

Muitos falam sobre o país do futebol, aquele que ama mais, que joga mais, que vai mais ao estádio, enfim, muitos acreditam que eu seja adepto da teoria de que a Argentina seja o país do futebol, pois é mentira.

Vamos deixar uma coisa bem clara, pra mim não existe um "país do futebol", já que o mesmo, o futebol, é universal, pra mim não existe uma torcida apaixonada, porque dentro da mesma existem torcedores apaixonados, existem idiotas, existem aqueles que acompanham conforme a fase do clube, enfim, cada clube tem sua história, tem sua torcida, não existe país onde se joga melhor, caso contrário o campeão do mundo seria o mesmo todo ano, não existe o melhor no futebol, mesmo com suas diferenças. Diferenças essas que não nos devem levar ao preconceito, já que independente disso somos todos irmãos de sangue, espero que isso não tenha um tom religioso (longe de mim!).

Cada país o vive de maneira distinta, e ai sim entra o meu favoritismo ao futebol argentino, a forma como se vive.

Mas deixemos claro, a Argentina tem uma geografia diferente da nossa, por ser menor tem uma mapa que favorece muito mais o contato e o romantismo, a Argentina tem sim uma ligação muito forte com o bairrismo, mas esse bairrismo não é dos mais maravilhosos no futebol, mas sim folclórico, pois, acredite, o bairro de Floresta não é todo All Boys, o Bairro de Mataderos não é todo Nueva Chicago, o Bairro de Liniers não é todo Vélez e por ai vai.

Como eu posso dizer isso? Basta ver em todos os estádios argentinos que mais da metade do estádio está coberto por "trapos" que remetem a outros bairros que não se refere ao mesmo do time que a pessoa é "hincha". A Argentina vive sim um futebol muito mais romântico, sofrido, digno, brigado, mas não podemos ser hipócritas de dizer que lá cada bairro é um time e que todo bairro é sua torcida.

Temos a relação da música local com o futebol local que é muito interessante também, e é nisso que entra outro tema paralelo do Blog, o Rock, que também é universal!

Voltando ao assunto, a Argentina tem violência, a Argentina tem aproveitadores, corruptos, tem pessoas que vão ao estádio somente quando têm jogos importantes e quando seu time está bem, a Argentina é humana e tem pessoas boas e ruins como em todos os lugares. O Brasil infelizmente tem uma geografia que não ajuda muito nesse caso, e além disso, a TV e as próprias pessoas ajudam a tornar isso muito pior.

A questão é, como você vive o futebol?

sábado, 11 de agosto de 2012

Uma glória para poucos

Somos Santo André, Um clube que passa por muitas dificuldades, um clube que é maltratado por pessoas que fazem dele manobra política e para bancar sua vida pessoal, mas que nunca vão comprar os poucos e apaixonados torcedores, que não dependem da mídia, que não dependem de dinheiro, que não dependem de números e estatísticas, porque esses torcedores vivem de amor, uma vida que sempre tem o Santo André no coração.



Uma glória para poucos, algo que muitos não entendem e que poucos vivem, esse é o nosso amor, essa é a nossa casa, ao nosso time do coração, aqueles que estão presentes a cada jogo, os mesmo de sempre, força Santo André, sempre estaremos contigo, os poucos, os mesmos, porém os mais apaixonados por um time, uma vida, uma cidade!

Abraços e Beijos
El Pibe Gui

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Nostalgia E.D.C

Segue alguns dos vídeos que mais gostei de fazer nesses anos de E.D.C, vamos a nostalgia.

Pra começar obviamente do MEU maior time do mundo, e um homenagem ao meu grande amigo, Esquerdinha.



Em seguida uma homenagem aos amigos que estão de volta a serie A-2 e ano que vêm nos encontraremos aqui ou na Javari.



Um dia do céu ao inferno, um dia que mesmo glorioso alguns preferem esquecer pra não sofrer.



Seguem outros vídeos e da mesma forma especiais, curtam:
















APOIE O TIME DO SEU BAIRRO, DA SUA CIDADE!

Viva a festa no futebol, viva o Bom, velho e verdadeiro rock!

El Pibe Gui

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Novidades

Fala Pessoal, beleza?

O Blog anda meio devagar nesse últimos dias, estamos em turnê com a banda Uruguaia GREEN GAY então me falta tempo pra jogos, muito trabalho e correria, além do fato da serie C e D estarem paralizadas na justiça!

Em breve posto novos vídeos e novas notícias, estou preparando uma possível festa do Blog que deve acontecer em agosto, e espero que a galera se manifeste e compareça a festa que deve ser no ABC!

Galera, segue o link de fotos feitas pelo meu amigo Gabriel Uchida, responsável pelo Blog FotoTorcida, as imagens foram feitas no jogo desse fim de semana do Autônomos, o Rubro Negro da Lapa, e as fotos estão simplesmente espetaculares, vale a pena conferir!

http://www.4shared.com/zip/TsJYH5Dc/autonomos.html


Abraços
El Pibe Gui

quarta-feira, 23 de maio de 2012

La Doce, a verdadeira história.

Estou lendo e recomendo, o livro que conta a história da principal torcida do Boca Juniors, a La Doce!

Diretamente do uruguai, Green Gay, punk latino!

Fala Rapaziada, semana que vêm romperemos novamente as fronteiras, a banda Uruguaia Green Gay vêm ao Brasil e seremos a banda suporte dos caras, onde estamos ajudando eles nessa turnê autogestionada, estarei atualizando a página com vídeos e fotos da turnê.

Ah, e eles não são gays e nem homofóbicos, apenas usaram esse trocadilho no nome exatamente pra chamar a atenção e causar esse choque na galera. Seu som é o típico Punk Latino das bandas dos paises da América do Sul, canções divertidas, de muito pogo e energia.

Segue as datas com as cidades abaixo para todos se programarem e nos vemos pelos shows rapaziada, todos com seus trapos, camisas, gritos e alento!


Turnê Green Gay(direto do Uruguai) em Junho no Brasil

Banda suporte: 88não (Mauá-ABC)

1 Sexta-feira - Rio claro
2 Sabado - Limeira
6 Quarta-Feira(vespera de feriado) - Campinas
8 Sexta-feira - São Caetano (festa de 12 anos 88não!)
10 Domingo - Tatuí
15 Sexta-Feira - Rio de janeiro
16 Sabado - Ferras de Vasconcelos
22 Sexta-Feira - Varzea Paulista
23 Sabado - Moreira Cesar
29 Sexta-feira - Santo André
30 Sabado - Bairro do Sônia Maria, Mauá - Futebol, Cerveja e Punk rock. Desafio futebol SP x ABC.
Nós encontramos nos shows galera, com seus trapos e bandeiras!
APOIE O ROCK DA SUA CIDADE!
Abraços e Beijos
El Pibe Gui

sábado, 12 de maio de 2012

Não se faz mais chuteiras como antigamente, simples...

Hoje eu fui ao shopping tentar comprar uma chuteira de campo, já que a minha abriu o bico depois de 6 anos de uso, pois é, acredite, 6 anos.A questão é que depois de visitar todas as lojas do shopping eu ja não sabia mais o que fazer, porque não se faz mais chuteiras pra gente grande, não havia uma chuteira de campo básica de cor preta, eram todas coloridas, e quando digo coloridas é de ter em uma chuteira no mínimo 5 cores, e quando digo 5 cores, não "compatíveis", é de ter verde, laranja, amarelo, verde fosforescente e rosa e um detalhe prateado pra fechar com estilo, e juro a todos vocês que não havia NENHUMA opção simples e básica da cor preta que eu pudesse comprar.Tentando me convencer o vendedor me disse:

"Ah tem essa branca da nike com o detalhe verde"

Ah, duas cores são aceitáveis, né?mesmo que não agrade pessoas como eu, mesmo depois de ter dito a ele:

"Cara, quero uma chuteira simples e de preço aceitável, ok?"

Ah cara, não dava, agradeci e sai da loja envergonhado, e no fim das contas eu acabei comprando uma chuteira de society porque TODAS de campo eram coloridas.

Pois é respeitável público bem vindos ao circo do futebol.

Obs: Eu só não tirei uma foto porque meu pobre celular não tem câmera, mais gostaria muito de ter uma foto pra "colorir" essa mensagem tão colorida...

quarta-feira, 2 de maio de 2012

De volta a Mooca Querida

fazia um bom tempo que não passava pela Mooca, nesse sabado decidi voltar a Javari e ver uma festo da torcida Juventina e o acesso do time a A2 paulista.



Aproveitando pra lembrar, em agosto o Expulsos de Campo faz 5 anos, muitos estádios, muitas histórias, muitas alegrias e também algumas tristezas, mas o futebol é isso, somos apaixonados por ele, e toda paixão tem seus altos e baixos, somos loucos, somos bobos, temos atitude, somos corajosos, mas também temos medo, somos hipócritas quando queremos também, mas antes de mais nada seguimos uma vida onde não existe padrões, onde não existem regras, nem espaço pra preconceito, e celebramos da forma mais apaixonante um estilo de vida, o futebol!

Espero poder fazer um festa com os amigos pra celebrar tudo isso, mas farei somente se conseguir reunir tudo que passou pelo blog durante esses 5 anos!

Parabéns a toda torcida juventina que merecia um acesso, nos vemos ano que vêm pela A2 do paulista!

Abraços e beijos
El Pibe Gui

segunda-feira, 23 de abril de 2012

2° Copa Rock

Esse sábado aconteceu o 2° Copa Rock em paralelo com o Anti-fest na estação jovem na cidade de São Caetano do Sul, o campeonato foi duro, cansativo, mas defendemos nosso título e numa final disputada somos novamente campeões.


De pé: Eduardo,Guilherme, Daniel, Jão e Mario Jara
Agachados: Paulinho, Nicolas e Rodrigo

Segue uma homenagem aos meus companheiros de equipe!



Abraços e Beijos
El Pibe Gui

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Entrevista com a Plebe Rude

Como prometido, com certo "atraso", segue o vídeo da entrevista que fiz com a Plebe Rude aqui em Santo André.Infelizmente não consegui editar como queria pela correria que ta minha vida, mas ta ai, o vídeo traz duas coisas inéditas e bacanas, uma é eles sendo entrevistados pela primeira vez aqui no ABC, em Santo André, segundo, eles tocando dois covers, Sex Pistols e Cólera, mas muito vão me dizer que Cólera nao é novidade, pois eu digo que é, ele fizeram uma versão de homenagem ao Redson tocando ela na mesma velocidade da música original.Bom é isso Galera espero que aproveitem bem o vídeo que com dificuldade consegui fazer com os caras!VALEU!



"APOIE O ROCK NA SUA CIDADE"

Abraços e Beijos

segunda-feira, 26 de março de 2012

AS CAMISETAS VOLTARAM!!!

As camisetas do EDC voltaram a ser confeccionadas e comercializadas para todo o Brasil! A estampa e as cores continuam as mesmas (Vermelho, Preto, Bege e Branco), iguais à da foto abaixo!
OBS: As camisetas Vermelhas e Beges vêm com a estampa na cor Preta, as Pretas vêm com a estampa na cor Branca, e agora, as Brancas vêm com a estampa em azul!



O valor de cada camiseta é de R$ 25,00 + Frete.
Quem se interessar, é só mandar um email para expulsosdecampo@hotmail.com contendo o pedido (tamanho e cor) e todos os dados necessários (nome completo, endereço, número, cidade, CEP e telefone), que retornarei com o valor total à ser pago e o número da conta para depósito!

Abraços e Beijos
El Pibe Gui

terça-feira, 20 de março de 2012

Em breve novo albúm do Flicts

Eu vivia no bairro do Sônia Maria, conhecido por ser um dos berços do Punk, além de ser uma região onde se concentrava o Pólo Petroquímico, onde a única diversão do pessoal que trabalha nas fábricas é o futebol de várzea no fim de semana.
Eu tinha 13 anos de idade quando o Punk ainda era um pouco preconceituoso com o futebol, e eu simplesmente nem tinha idéia disso. Minha vida era jogar bola no campinho de dia e a noite curtir um som Punk lá no bairro. Foi quando conheci o Flicts, recém haviam lançado o cd "canções de batalha". Quando escutei a maioria das músicas na hora me identifiquei com a banda, as canções sobre amizade, cerveja e futebol, além do lance de valorizar a cultura local. Consequentemente por eles viverem num paradigma igual ao que vivia, a identificação foi certa.



Flicts é a trilha sonora de qualquer pessoa que cresceu jogando no campinho do bairro, que dá valor aos amigos, que gosta de tomar uma breja e que, obviamente, curte um bom Punk Rock. Se você é parte disso, deve escutar Flicts!

Em breve o Flicts estará lançando seu novo albúm que deve haver novas ótimas canções, pra conferir e sentir um pouco de como vai ser, segue um vídeo:

FLICTS | De Volta ao Estúdio from LUSCO FUSCO FILMES on Vimeo.



É isso ai rapaziada, o futebol e o rock a cada dia provam que estão lado a lado, e como diria a própria letra do flicts, enquanto houver vida haverá motivos pra lutar, por mais liberdade, por mais tolerância, por mais amizade, por mais amor.

Pra conferir mais da banda: http://www.myspace.com/flicts

"APOIE O ROCK DA SUA CIDADE"

Abraços e Beijos
El Pibe Gui

terça-feira, 13 de março de 2012

Santiago segura e seus filmes

Sempre que faço minhas viagens gosto muito de trazer pra minha coleção novos filmes, cd´s e outras coisas, e agora decidi compartilhar algumas coisas, começando pelos grandes filmes divertidos, roqueiros e boleiros de Santiago Seguro, o "Torrente", do filme "O braço tonto da lei".

Santiago Segura é conhecido pelo seu fanatismo pelo Atlético de Madrid e, consequentemente, tem seu ódio mortal pelo Barça. Confiram um trecho bem bacana de seu filme onde mostra bem a sua veia de torcedor.



Santiago é também um grande fanático pelo Rock´n roll, não é a tôa que um de seus filmes é baseado na banda AC/DC, sendo o nome do filme "Así y Dísi, Amor a la bestia", fazendo uma referência ao nome da banda, mas na verdade aos dois personagens do filme.



Além do rock e do futebol seus filmes sempre trazem ótimas referências como, por exemplo, esse trecho do filme baseado no grande garanhão italiano, Rocky Balboa.



Resumindo, o filme traz um pouco do que é o Expulsos de Campo. Além da sua trama, ele mostra o futebol e o rock de forma tosco, como eu particulamente gosto, o bom e velho rock´n roll e o futebol do lado romântico, e tudo isso de forma muito divertida.

pra fechar fica mais um belo trecho do filme Isi/disi!



Abraços e Beijos
El Pibe Gui

sábado, 18 de fevereiro de 2012

La U x Palestino

Sabadão no "Tititi-lêlêlê" dia de jogo no estádio Nacional, galera reunida pra ver La U x Palestino.



No Brasil, reclamamos de nomes de torneio como, João avelange e outras coisas escrotas mais, só que no Chile, diferente de como pensamos, não muda muita coisa.Aqui o torneio se chama Petrobrás, triste, né?Mais isso não parece deixar os garotos tristes com seu trapo próximo ao alambrado...

Segue um pequeno vídeo que fiz da torcida:




Los de abajo, a torcida do La U, presente e canta o jogo inteiro, apesar de eu me surpreender com a quantidade de pessoas, cerca de 5 mil torcedores, que considero pouco para o time que está entre os 2 maiores do Chile.Mas isso tem uma explicação, nos últimos jogos a torcida Los de abajo tiveram alguns confrontos com a polícia, por isso estavam sofrendo grande represália e sendo punidos com a entrada de alguns torcedores, de trapos e instrumentos.


Eu sempre gosto de estádios em que a cenas de fora dão um brilho a mais para o estádio, como por exemplo Santo André onde podemos ver as fábricas e o polo petroquímico, já no Chile essa cena se complementa com a linda cordilheira.



Todos que acompanham o blog sabem de nossas veias roqueiras, por isso digo com toda certeza, a torcida do La U é a torcida mais roqueira que eu já ví em toda minha vida, acreditem ou não, o público é extremamente roqueiro e puxado pra um lado metal, se pode ouvir alguns na torcida até mesmo forçando a voz rouca e grave como de bandas de metal, o número de camisas de punk, metal, hardcore nas arquibancadas é bem grande, sem contar que metade da torcida se parece com o iran maiden e metallica no ínicio da carreira e pra fechar o "capo" da torcida se chama Anarquia, enfim, punk rock na véia!haha


E a paixão marcada na pele!

Na bandeira abaixo que a barra colocava dizía o seguinte, LDA(los de abajo) no atenta...Alienta!!!


Mais um jogo fantástico, dia fantástico com os amigos, muito futebol e rock´n roll, esse é o nosso rolê onde a amizade e o futebol prevalece e não dá espaço pra qualquer pilantragem!
Abraços e Beijos
El Pibe Gui
Em breve quando voltar posto todos os vídeos juntos!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Vai começar o Rompendo Fronteiras 2012

Como de tradição todo carnaval bem longe do Brasil, e principalmente longe do próprio carnaval e do samba.Esse ano com novidades, adicionamos ao roteiro o Chile, a turnê começa no próprio Chile, passando depois por Uruguai e Argentina pra fechar com chave de ouro.

O rolê sempre é cheio de futebol e rock, quebrando paradigmas, rompendo fronteiras e levando nossa idéia país a fora.

Só pra dar uma pequena idéia do roteiro(que obviamente pode mudar dependendo das situações e de nossa vontade) no chile temos 3 grandes eventos, o primeiro é um jogo entre Palestino x La U, o segundo é o jogo do Colo-Colo no estádio Monumental e pra fechar temos ainda um passeio fantástico pelas cordilheiras, no Uruguai veremos Peñarol x Nacional de medellín pela Libetadores da américa, além de fazer um rolê pela bela Punta del leste, na Argentina veremos shows das bandas Attaque 77, Cadena perpetua e outra mais e provavelmente veremos 1 jogo apenas que ainda não temos certeza por não ter as datas, fica ai uma pequena surpresa do que pode vir pela frente.

Acompanhem o blog efiquem ligados!!!assim vão ver diariamente todas as notícias da viagem.

Abraços e beijos
El Pibe Gui

domingo, 12 de fevereiro de 2012

No ABC a amizade prevalece!

Muita chuva, derrota do Ramalhão, mas a amizade faz o rolê e a tristeza nunca está presente!

Com a presença de nossos ilustres amigos Aru e Rodrigo de Curitiba e os andreenses sempre presentes.



Quinta-feira partiremos para o Chile, seguido de Uruguai e Argentina, para muitos jogos, rolês e diversão.

em breve muitos vídeos e fotos da viagem!

Abraços e Beijos

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

domingo, 29 de janeiro de 2012

Muerte Lenta - Show na fúria / Santo André x Palmeiras B

Amizade, futebol e Punk, esse foi nosso sábado!




Muerte lenta ao futebol moderno, show punk na sede da torcida fúria andreense, seguido do jogo do Ramalhão contra o Palmeiras B.



Amigos e família presente, finalmente uma tarde d sol no ABC paulista e uma vitória por 2 a 1 do Ramalhão.






Está o primeiro registro de show dos visitantes

Dando abertura ao show o visitantes toca suas canções de "alenta" na sede, e começando uma carreira roqueira boleira pela estrada!hehe





Que siga o futebol com muita alegria e festa junto aos amigos e aos nosso times do coração!

Abraços e beijos
El Pibe Gui

Seja bem-vindo ao Expulsos de Campo

O publicitário, roqueiro e torcedor do Santo André, Guilherme Pibe, traz a visão "underground" de toda cena do futebol e do rock´n roll juntos em um só blog.



Para ver os vídeos do EDC, clique aqui.