domingo, 14 de setembro de 2014

Um trapo dedicado a quem ama jogar bola

Digam o que digam, fato é, o futebol é mágico.Pra muitos é só um jogo, pra alguns é questão de vida ou morte e pra quem ama é muito mais do que isso. 

Lendo o livro "Futebol a Sol e Sombra" do Eduardo Galeano, eu encontrei uma citação que sempre refletiu tudo que eu prezava quando jogava bola, uma pena que a frase não fica boa traduzida para o português, mas pra qualquer bom sudaca um trapo basta.

Fiz esse trapo para o time que jogo, o Rosanegra, que trata o futebol além do jogo através da ação direta , quem quiser conhecer mais: www.facebook.com/rosanegraadf (Foto:Mariana Arruda)

E essa espírito nunca tirou a competitividade de cada jogo, a vontade de cada lance dar o melhor de si, de suar a camiseta, de sair todo quebrado da partida por um lance que talvez não daria em nada.Não tirava também a tristeza de perder uma final ou nem mesmo sair da primeira fase do campeonato do bairro, porque o futebol não é feito sempre de alegria, você sofre, você xinga, você se supera, você perde, você erra e no fim você sempre sai com alguma lição.E é quando o jogo termina e independente do resultado você sai sabendo que deu tudo de si, que viveu aquele momento entregue cada segundo, intensamente e sai satisfeito.

Óbvio que isso é uma visão individual, a minha no caso, de como eu vivo o futebol.

Ultimamente vejo as pessoas confundindo alegria com arrogância, o futebol de massa hoje por exemplo, disfarça essa arrogância achando que a alegria ta num cabelo colorido, no glamour dos diários ou numa jogada cheia de malabarismo.E o futebol não é tão glamouroso assim não.Mas cada um vê o futebol como quiser, aliás, cada um vive o futebol como é, por isso acreditamos que o futebol é um espelho da vida.Você não tem como escapar, no jogo não tem máscara, cedo ou tarde você mostra quem você é.

Esse trapo é dedicado a todos que independente do que aconteça dentro de campo sai do jogo de alma lavada e que principalmente ame jogar bola, seja no campinho cheio de lama ou na quadra esburacada do seu bairro, pra quem se supera, erra, aprende e é humilde o suficiente pra aceitar uma derrota e digno o suficiente pra saber que a vitória só vale a pena quando o adversário estava a altura, pra quem é solidário no jogo, pra quem apoia o companheiro, pra quem ganha o respeito do adversário mesmo depois de muita pancada.Um trapo dedicado a quem ama jogar bola e desfrutar desse jogo mágico. 

Por fim segue o vídeo do jogador mais humano da história e que nesse discurso você pode entender o porque tal carinho a bola tinha com ele e o fez um dos melhores jogadores da história do futebol mundial.

 LA PELOTA NO SE MANCHA!






Seja bem-vindo ao Expulsos de Campo

O publicitário, roqueiro e torcedor do Santo André, Guilherme Pibe, traz a visão "underground" de toda cena do futebol e do rock´n roll juntos em um só blog.



Para ver os vídeos do EDC, clique aqui.